quarta-feira, 4 de maio de 2011

Desconexos

Raios de neve
queimando na chuva.
Cintiladas aves voando ao chão.
Inglórias orquídeas
descendo nos ares..
Miragens, imagens
em desconexão..
Escusas sombras de luz,
cadências lúgubres do dia,
anéis de saturno em cordão
tristeza sorri da alegria.
Os verbos bêbados escorrem,
as águas ressecam explodem,
a alma se farta em ruínas,
e meu coração em desordem..

desde o dia em que te vi ...

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário