quarta-feira, 4 de maio de 2011

In/sensatez

Delicias banqueteavam-nos
quando discretamente loucos
dávamos as mãos e seguíamos
no encalço desse amor descabido.
Amor desprovido de razão,
que jamais respeitou regras ou convenção.
Mal- educado...
Atrevido..
Fez de si senhor do tempo
tornando-se seu algoz.
Contumaz,
Insubmisso,
que distraído preparava-nos diariamente
surpresas inimagináveis...
incabíveis nas formalidades,
desprovidas de verdades.
Apenas amor por si,
insanamente maravilhoso.
Até que você recobrou a razão..
e na sua crise de lucidez
acorrentou o nosso amor na
masmorra do esquecimento.

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário