quarta-feira, 4 de maio de 2011

Petição de inverno


Abre a porta meu amor,
que o vento cortante do inverno
tem sido meu algoz
na caminhada.
Minha chama quase se apaga.
Tenho luz nos dedos
pra tocar teu coração
E um bocado de lenha
pra aquele banho a dois.
Não deixemos pra depois.
Abre a porta meu amor
Que o tempo está a passar
No ímpeto de nos deixar
frios e sós.
Quero teus nós a me apertar
que a brasa que há em ti
sozinha não há de durar.
Não se feche de mim
Embora eu tenha errado,
E muito te magoado,
Se não nos unirmos
nos incendiarmos
morremos os dois
assim separados....
morremos nós dois
assim congelados..

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário