segunda-feira, 9 de maio de 2011

Segredos


Sou teu jardim fechado,
manancial recluso,
fonte selada.
Nem um outro
soube meus segredos
ou o sabor das minhas
águas.
Virginais aromas flutuam
em meus umbrais.
Odes celestiais adornam
meus arredores.
Meu claustro
é sagrado
não há pedras
nem espinhos.
Apenas o cheiro divinal
do amor que te segredo
diariamente durante a noite.
Cada segundo de espera
ao longo dos anos, das eras
fez só aumentar meu amor por ti.

Eu sou do meu amado
e ele é todo meu.

(Sandra Freitas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário