quarta-feira, 4 de maio de 2011

Sem maquiagem

Se engana quem pensa
que eu sou boazinha
Sou sempre a mocinha
passiva a cantar,
Nas noites de lua
Eu sou uma loba
Sou fera
Sou bicho
No cio a caçar.

Não quero, nem vou
Me fazer entender
Pra me defender
Me viro do avesso.
Cortejo a loucura
Insana me esqueço
daqueles bons modos
que alguém quis me dar.

Quem pensa
Que vai me fazer engolir
Essa droga em silêncio
Está destoado,
Que a valsa que eu danço
agora tem tom
não vou aceitar
Tudo assim tão regrado.

Quero meu pedaço de vida infinita
Maior que esse filme barato enlatado
Quero me soltar dessa roupa medíocre
Que imita a novela e enreda os palhaços.
Eu quero bem mais que o noticiário
Bem mais que o salário
Que eu pago pra ver
Não vou aceitar toda essa falsidade
Eu quero a verdade
Eu quero viver...

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário