quarta-feira, 4 de maio de 2011

Taquicardia Noturna


Nas entrelinhas de mim
sombras de uma ilusão..
inundam-me os olhos,
encharcam a íris,
umedecem a cama
da minha razão

Aquieta coração..
não és de todo sonho
és carne também...
lembra que meu corpo
padece...a idade me corrompe
as cãs envelhecem
desaprendi a contramão,
aquieta coração
pra que vivamos mais...
Sossega, e durmamos em paz..

(A minha vó Arlinda, que me ensinou tanto sobre o coração..mas me advertiu que algumas liçoes eu teria que aprender sozinha...
te amo vovó)

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário