sexta-feira, 6 de maio de 2011

Torturas



Assédio da saudade,
Golpes do tempo,
Flagelos das estações.
Descompasso.
Hematomas, resquícios
das torturas ardilosas.
da espera interminável.
Algemas do hoje.
Açoites da distância.
Passado e presente,
perfurações das lâminas
dos desencontros.
Desidratado,
Faminto,
machucado,
.....mas esse amor contumaz
se recusa a morrer..

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário