domingo, 26 de junho de 2011

Mim



Ando a mercê de mim
querendo o impossível
o que já exauriu do lado de fora
mas não esgotou do lado de dentro.
Mulher querendo partir
mim querendo ficar
aninhar, enroscar na lembrança
do contorno da boca
que não se cansa
de dizer, de gritar:
Eu te amo..

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário