terça-feira, 12 de junho de 2012

Idioma nosso de cada dia...

Aprendi a ler os abraços
indecentes das suas consoantes em minhas vogais,
a entender o intrìnseco coito das sílabas poetadas,
a interpretar a insinuante dança dos conectivos,
só pra descobrir os seus intentos nas entrelinhas.
Hoje nos píncaros invernosos/ primaveris
aprendo a penúltima lição:
o prazer do seu silêncio enamorando o meu.
E aguardo ansiosa pela última....aula..

Sandra Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário