segunda-feira, 27 de junho de 2011

a lá dorme meu amor

Meu medo em sapatos de algodão
caminha nos escombros da tarde,
Sem alarde ou exaltação
apenas sopra frio, notas doces do Alcorão.
O cobertor saudade enovela
o amor, a Lá do outro lado
do fundo de mim, adormecido que
só ele.....
Dorme meu bem, que o tempo
vai e vem...
Minha lamúria vã
sentir-te é haram..

Sandra Freitas

domingo, 26 de junho de 2011

Mim



Ando a mercê de mim
querendo o impossível
o que já exauriu do lado de fora
mas não esgotou do lado de dentro.
Mulher querendo partir
mim querendo ficar
aninhar, enroscar na lembrança
do contorno da boca
que não se cansa
de dizer, de gritar:
Eu te amo..

Sandra Freitas

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Domigo 12/06 Aniversário do Chico Buarque

Eu não podia deixar passar em branco, então postei uma das músicas dele que mais amo. A poesia é profunda, visceral, dolorida...escorre da alma e salta pela voz. E de quebra agente curte a doce voz da Zizi Possi..novinha..rsrsr

Espero que curtam....Parabéns Chico!!!

Música do dia

Ana e o Mar




(OTeatro Mágico)

Veio de manhã molhar os pés na primeira onda
Abriu os braços devagar... e se entregou ao vento
O sol veio avisar... que de noite ele seria a lua,
Pra poder iluminar... Ana, o céu e o mar

Sol e vento, dia de casamento
Vento e sol, luz apagada num farol
Sol e chuva, casamento de viúva
Chuva e sol, casamento de espanhol

Ana aproveitava os carinhos do mundo
Os quatro elementos de tudo
Deitada diante do mar
Que apaixonado entregava as conchas mais belas
Tesouros de barcos e velas
Que o tempo não deixou voltar

Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar

Ana e o mar... mar e Ana
Historias que nos contam na cama
Antes da gente dormir

Ana e o mar... mar e ana
Todo sopro que apaga uma chama
Reacende o que for pra ficar

Quando Ana entra n'água
O sorriso do mar-drugada
se estende pro resto do mundo
abençoando ondas cada vez mais altas
barcos com suas rotas e as conchas que vem avisar
desse novo amor... Ana e o mar

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Agora entendo...



Com o tempo agente aprende que o amor desesperado, ardente, vive-se apenas uma vez e ponto. Agente se acostuma com o cenário, com a situação do presente, com as pessoas, por que entende que o cuidado e o respeito é que são mesmo imprescindíveis. Afinal são verdadeiros companheiros no tempo e talvez duas das milhões de faces do amor. E no fim agente agradece por ter amado ao menos uma única vez, ter sentido as pernas tremerem, o coração acelerar, o suor frio nas mãos e a sensação de eternidade nos ossos. Por que isso, é turbulência demais pra se repetir, uma vez já vale a vida toda...

(Sandra Freitas )

Imagens falantes

Tudo que os olhos vêem, o coração abraça e a mente não apaga, merece ser registrado.  Sandra Freitas


Café BenzaDeus (Bahia com Augusto de Lima)

O aroma do café,
disse amarula
num adeus.
 O cheiro da
saudade
canta agora:
Benzadeus!!
Benzadeus!!

(Sandra Freitas)
Bis ( hummm..)
Por que o que é bom
só tem bis se agente quer.
E o que agente quer
nem sempre agente  pode..
A vida é uma só,
erros são repetíveis,
sonhos não.
(Sandra Freitas)



Shopping Cidade

Hoje tem cinema, vamos?
Titãs furiosos:
razão e emoção.
Nossa história ficou como um filme
inacabado, mas sempre em cartaz
no Shopping da Cidade.

(Sandra Freitas)

Igreja de São Francisco/Pampulha

Imagem de um violino/canção
gala/separação..
Foi nesse dia que descobri
nossos abismos..

(Sandra Freitas)

Casinha Branca.(Em qualquer lugar)

É real
nosso sonhar
verbo no infinitivo
tanto que nem cabe no presente do indicativo
fica assim pro futuro, guardadinho
num baú pra nós dois.
talvez pra outra vida
talvez pra depois....

(Sandra Freitas)

Inhotim

E agente inventa,
promete que vai dar,
sonha nossas loucuras,
Mas...
 foi outra em meu lugar..
(Sandra Freitas)

BH Shopping

Lembrança de um até logo
com cheiro de adeus..
rodovia e lágrima correndo...

(Sandra Freitas)

Serra do Curral - Abraço de BH

É só  te olhar
pra lembrar do meu amor...
e é um ciúme dessas curvas...
que chega até doer
saber que ele está aí
em algum lugar, em você.
trabalhando..
trabalhando..
e vivendo
pra esquecer...

(Sandra Freitas)


Bora Bora (Ilha das Filipinas e no coração)

Bora parar de sonhar,
bora aprender a viver,
Bora parar de brincar
bora tentar esquecer...
Bora abraçar a razão
Bora por os pés no chão..
Bora -bora é aqui..
no presente..

(Sandra Freitas)